Total de visualizações de página

sábado, 7 de janeiro de 2012

96% dos professores foram reprovados no concurso da Sed Ms

Antes de ontem ouvi no rádio de uma emissora de campo Grande, o radialista dar uma manchete: "96% dos professores não passaram no concurso da SED-MS", a notícia tinha o intuito de desmoralizar os professores,  pondo em CHEQUE a capacidade de cada um. Eu gostaria de salientar que o concurso referido nunca teve o objetivo de ter aprovados, tanto que elaborou uma prova com critérios que deixam isso claro.
Eu gostaria que o governo do Estado ou a Sed-MS divulgassem para a mídia o índice de acertos na parte especifica de cada área, da parte pedagógica e leis. No entanto cada candidato deviria acertar 50% de cada parte, que foi elaborada justamente para que não houvessem aprovados.
Ai o governo, ou sei lá quem tem o interesse de colocar em dúvida a capacidade dos professores, vai e lança na mídia que 96% dos professores não foram aprovados no concurso, isso é FATO, no entanto divulgue para os cidadãos que o índice de acertos na parte especifica de cada área e na parte pedagógica de leis foi muito bom e o que reprovou em massa os professores foi uma dita parte de atualidades que ferrou com a vida dos professores.
Infelizmente não temos tempo de acompanhar as atualidades da China, não temos tempo para acompanhar as atualidades da economia, saúde do Brasil, tão pouco do Mato Grosso do Sul, não que não sejamos informados, a gente até tenta, mas a maior parte do nosso tempo gastamos elaborando e tentando melhorar as aulas para que nossos alunos aprendam mais e se interessem pela aula e a outra parte do nosso tempo livre gastamos pensando e fazendo malabarismos para o salário de professor fechar as contas da economia doméstica e é por isso que  nos sobra pouco tempo para saber sobre a economia e crises da China.
A prova de atualidade foi um forte indicio da suspeita de muitos: esse Concurso não foi feito para que as vagas fossem preenchidas e sim para preencher o espaço vazio no bolso DE ALGUÉM, como se vê acontecer aos montes Brasil a fora.
O Governo do Estado deveria investir mais em cursos de capacitação para os seus professores ao invés de ficar investindo em coisas que depreciam a imagem dos, já tão desacreditados, professores.
Gostaria de deixar registrado minha indignação com a manchete que ouvi numa rádio da capital e em momento algum quero justificar a reprovação em massa, no entanto, acredito que os critérios utilizados foram um tanto rigorosos e se encarado do ponto de vista da reprovação em sala de aula, onde o professor é responsabilizado pela reprovação, neste caso: quem são os responsáveis?
Eu enquanto professora, reconheço que possuo muitas falhas, porém busco corrigi-las, busco melhorar sempre minhas aulas e  minhas didáticas e dinâmicas utilizadas com meus alunos, tento adquirir mais conhecimento para tornar meus alunos seres pensantes e críticos, críticos de sua personalidade, de suas capacidades, de sua política e de seus interesses...
E são eles, os melhores indicies para demonstrar se meu trabalho, enquanto professora, é digno de aprovação.

2 comentários:

  1. O objetivo da maioria dos concursos é arrecadar dinheiro.

    ResponderExcluir